Sete Segredos para Esfriar na fé

7 02 2012

Fazia já alguns anos que Paulinho havia sido batizado. Mas algo não andava bem em sua vida. Sentia que sua experiência religiosa mudara, não era mais a mesma de antes. Sentia-se “frio”.

Ouvimos muitas vezes se falar em “primeiro amor” e de pessoas que o perderam. Mas por que será que isso acontece? Por que será que encontramos irmãos que dizem ter desanimado na fé? Alguns chegam até a abandonar a Cristo e à Igreja.

Neste artigo, gostaria de valer-me da educação por contraste e apresentar sete maneiras infalíveis de esfriarmos em nossa fé. Atente para cada uma delas.

1. Deixe de ler a Bíblia. E se tiver de ler, faça isso de maneira rápida e superficial, apenas para cumprir o ano bíblico. Tá certo que o evangelho de S. João 5:39, diz-nos que devemos examinar as Escrituras, pois elas falam de Cristo, mas você não tem muito tempo para isso. Então, contente-se em estudar a Lição da Escola Sabatina apenas para dizer “sete” aos sábados.

Ah! Deixe de ler também o Espírito de Profecia. Ellen White diz em Testemunhos Seletos, Vol. II, pág.69: “O amor sincero à verdade e a cuidadosa obediência às instruções do Espírito de Profecia serão nossa única proteção contra os enganos do inimigo, os espíritos sedutores e as doutrinas de demônios”. Mas você já não tem tempo para ler a Bíblia, como vai ter para o Espírito de Profecia, não é mesmo? Ademais, você ja conhece a verdade, dificilmente será enganado por alguém…

2. Contente-se em orar alguns minutos pela manhã, ao meio-dia e à noite, quando o sono já mal permite a conversa com Deus.

É verdade que a irmã White diz que “se o Salvador dos homens, o Filho de Deus, sentia a necessidade de orar, quanto mais devemos nós, débeis e pecaminosos mortais que somos, sentir a necessidade de fervente e constante oração (…) As trevas do maligno envolvem os que negligenciam a oração. As sutis tentações do inimigo os incitam ao pecado; e tudo isso por não fazerem uso do privilégio da oração, que Deus lhes conferiu”.”Cumpre-nos buscar agora uma experiência profunda e viva nas coisas de Deus. Não temos sequer um momento a perder. Estamos no terreno encantado de Satanás. Não durmais, sentinelas de Deus”.[grifo acrescentado].

Tenho certeza que nos tempos de Ellen White o mundo não era tão agitado como hoje. Você tem que estudar para provas, trabalhar para prover o pão para o lar… E, afinal, não é para isso que existe o sábado, para colocarmos nossa vida espiri-tual em dia? Lá, na Igreja, você já ora o bastante.

E não é verdade que Deus já sabe tudo o que pensamos e precisamos? Então, pra que orar tanto?

3. Quando estiver na Igreja, fique à caça dos defeitos dos irmãos e esteja pronto para repreender, até publicamente se for preciso, os que estão em erro. Isso é zelo! E, em casa, procure falar mal dos irmãos.

É verdade que a Bíblia diz: “Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem enganosamente” (Salmo 34:13); “Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã” (Tiago 1:26). Até a irmã White diz que “se pensássemos e falássemos mais em Jesus, e menos em nós mesmos teríamos muito mais de Sua presença”.3 Mas que mal há em falar um pouquinho deste ou daquele irmão? Isso até ajuda você a evitar os mesmos erros que outros cometem.

Continue lendo »

Anúncios







%d blogueiros gostam disto: