Sete Segredos para Esfriar na fé

7 02 2012

Fazia já alguns anos que Paulinho havia sido batizado. Mas algo não andava bem em sua vida. Sentia que sua experiência religiosa mudara, não era mais a mesma de antes. Sentia-se “frio”.

Ouvimos muitas vezes se falar em “primeiro amor” e de pessoas que o perderam. Mas por que será que isso acontece? Por que será que encontramos irmãos que dizem ter desanimado na fé? Alguns chegam até a abandonar a Cristo e à Igreja.

Neste artigo, gostaria de valer-me da educação por contraste e apresentar sete maneiras infalíveis de esfriarmos em nossa fé. Atente para cada uma delas.

1. Deixe de ler a Bíblia. E se tiver de ler, faça isso de maneira rápida e superficial, apenas para cumprir o ano bíblico. Tá certo que o evangelho de S. João 5:39, diz-nos que devemos examinar as Escrituras, pois elas falam de Cristo, mas você não tem muito tempo para isso. Então, contente-se em estudar a Lição da Escola Sabatina apenas para dizer “sete” aos sábados.

Ah! Deixe de ler também o Espírito de Profecia. Ellen White diz em Testemunhos Seletos, Vol. II, pág.69: “O amor sincero à verdade e a cuidadosa obediência às instruções do Espírito de Profecia serão nossa única proteção contra os enganos do inimigo, os espíritos sedutores e as doutrinas de demônios”. Mas você já não tem tempo para ler a Bíblia, como vai ter para o Espírito de Profecia, não é mesmo? Ademais, você ja conhece a verdade, dificilmente será enganado por alguém…

2. Contente-se em orar alguns minutos pela manhã, ao meio-dia e à noite, quando o sono já mal permite a conversa com Deus.

É verdade que a irmã White diz que “se o Salvador dos homens, o Filho de Deus, sentia a necessidade de orar, quanto mais devemos nós, débeis e pecaminosos mortais que somos, sentir a necessidade de fervente e constante oração (…) As trevas do maligno envolvem os que negligenciam a oração. As sutis tentações do inimigo os incitam ao pecado; e tudo isso por não fazerem uso do privilégio da oração, que Deus lhes conferiu”.”Cumpre-nos buscar agora uma experiência profunda e viva nas coisas de Deus. Não temos sequer um momento a perder. Estamos no terreno encantado de Satanás. Não durmais, sentinelas de Deus”.[grifo acrescentado].

Tenho certeza que nos tempos de Ellen White o mundo não era tão agitado como hoje. Você tem que estudar para provas, trabalhar para prover o pão para o lar… E, afinal, não é para isso que existe o sábado, para colocarmos nossa vida espiri-tual em dia? Lá, na Igreja, você já ora o bastante.

E não é verdade que Deus já sabe tudo o que pensamos e precisamos? Então, pra que orar tanto?

3. Quando estiver na Igreja, fique à caça dos defeitos dos irmãos e esteja pronto para repreender, até publicamente se for preciso, os que estão em erro. Isso é zelo! E, em casa, procure falar mal dos irmãos.

É verdade que a Bíblia diz: “Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem enganosamente” (Salmo 34:13); “Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã” (Tiago 1:26). Até a irmã White diz que “se pensássemos e falássemos mais em Jesus, e menos em nós mesmos teríamos muito mais de Sua presença”.3 Mas que mal há em falar um pouquinho deste ou daquele irmão? Isso até ajuda você a evitar os mesmos erros que outros cometem.

Continue lendo »





Para refletir – Compromisso Total

30 01 2012

Para refletir…(27-30/01/12)
Compromisso Total

“Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33).

Certa vez um porco e uma galinha viajaram juntos. Após muitos quilômetros e muitas horas na estrada, eles ficaram famintos. Os olhos perspicazes da galinha vislumbraram um restaurante. Ao se aproximarem da porta, encontraram uma placa que dizia: “Presunto e ovos, nossa especialidade!” Espere um instante!” gritou o porco. “Qual é o problema?” perguntou a galinha. “O problema é muito sério. Tudo que eles querem de você é uma contribuição. A mim estão pedindo um compromisso total!”

Estamos nós preparados para um compromisso total com Deus?
Estamos prontos a renunciar a todos os nossos interesses pessoais e dedicar a vida pela causa de Cristo? Estamos certos de que ao ouvir a pergunta do Senhor: “Quem há de ir por mim?” responderemos: “Eis-me aqui?”

A obra do Senhor consiste em uma entrega total. Não basta uma pequena contribuição de uma hora por semana, ou alguns minutos ao telefone, ou uma saída rápida para um ato generoso. É preciso muito mais que isso! Eu devo obedecer 24 horas por dia. Eu devo amar 30 dias por mês. Eu devo testemunhar das coisas de Deus 365 dias por ano. Ou sou um cristão em tempo integral ou não passo de um contribuinte esporádico pela causa celestial.

Muitas vezes vamos à igreja — quando nada temos de melhor a fazer. Muitas vezes demonstramos um ato de caridade — quando nos sobra ou não nos faz falta. Muitas vezes saímos para uma tarde evangelística — quando aproveitaremos para estar junto a uma pessoa de quem gostamos. São atitudes cristãs? Claro que sim. São atitudes de um verdadeiro servo de Deus? Claro que não.

Deus nos quer envolvidos em Sua obra. Quer um compromisso autêntico e sincero. Quer que sejamos luz em todos os momentos e bênçãos para todos que nos conhecem.

Você contribui, às vezes, para o trabalho do Senhor ou tem sido um cristão plenamente comprometido?

Visite nosso blog:
http://ministerio-pararefletir.blogspot.com

Caso tenha um amigo que deseja receber reflexões diárias e não participar de listas, basta preencher o formulário existente no link abaixo e assinar a lista de envio de apenas uma mensagem diária.

http://intervox.nce.ufrj.br/~tprobert/listas.html

Este convite não é para você deixar esta lista ou se unir a uma outra. Apenas para aqueles que não querem participar de nenhuma lista.

Paulo Barbosa – Um cego na Internet
Tel/Brasil: 31 3712-2248
Celular: 31 8602-3594
Tel/USA: 321-234-1386
tprobert@terra.com.br
Ministério Para Refletir – 15 anos de vitórias!
http://www.ministeriopararefletir.com








%d blogueiros gostam disto: