Revista Ação Jovem – 3° Trimestre de 2009

13 05 2010

Queremos agradecer mais uma vez ao  ao Flávio Kopitar que é o Programador Visual da Revista  Ação Jovem, e nos enviou mais algumas revistas digitalizadas para disponibilizarmos para vocês.

Baixar via 4Shared


Anúncios




Revista Ação Jovem – 4° Trimestre de 2009

28 04 2010

Queremos agradecer mais uma vez ao  ao Flávio Kopitar que é o Programador Visual da Revista  Ação Jovem, e nos enviou mais algumas revistas digitalizadas para disponibilizarmos para vocês.

Baixar via 4Shared





Revista Ação Jovem – 1° Trimestre de 2010

23 03 2010

Oba! agora temos a Revista Ação Jovem disponibilizada digitalmente, queremos agradecer ao Flávio Kopitar que é o Programador Visual da Revista  Ação Jovem.

Revista Página por Página (mais facil imprimir)

Baixar (1,5 Mbts)

Baixar (1,5 Mbts)

=====================================================

Revista Aberta (folhas duplas)

Baixar (3,71 Mbts)

Baixar (3,71 Mbts)





Revista Ação Jovem 2° trimestre de 2010

23 03 2010

Oba! agora temos a Revista Ação Jovem disponibilizada digitalmente, queremos agradecer ao Flávio Kopitar que é o Programador Visual da Revista  Ação Jovem, e agradece-lo também pelo elogio ao nosso site/blog.

Revista Página por Página (mais facil imprimir)

Baixar (1,37 Mbts)

Baixar (1,37 Mbts)

=====================================================

Revista Aberta

Baixar (1,2 Mbts)

Baixar (1,2 Mbts)





Bili & Tom – O bê-a-bá do JA – Os 7 Modulos

25 01 2009

Se você acha que falta variações no seu Culto Jovem, “seus problemas acabaram”

Ideias para variar no conteudo, sem perder a essencia do seu culto Jovem,

Bíblia – 5 min

1) Texto escolhido na linguagem de hoje – Bíblia Jovem Amigo.

2) Concurso Bíblico.

3) Versões diferentes (explicar).

4) Bíblia mais antiga/nova.

5) Textos difíceis.

6) 3 pessoas falam o verso favorito e por quê.

7) Curiosidades Bíblicas.

8 ) Todos lendo em voz alta um verso especial.

9) História de como a Bíblia transforma vidas.

10) Sugestões de quem lê Bíblia com prazer.

Incentivo – 5 min

1) Ano Bíblico.

2) Meditação Matinal.

3) Lição da Escola Sabatina.

4) Livros do clube de leitura dos jovens e juvenis.

5) Culto do lar.

6) Culto do pôr-do-sol.

7) Inspiração Juvenil.

8 ) Presença e pontualidade nos cultos.

9) Livros do Espírito de Profecia.

Louvor – 5 min

1) Cântico congregacional.

2) Música especial.

3) Ensinar cântico novo.

4) Dados sobre música (rock, popular, etc.).

5) Louvor na Bíblia (Salmos, danças, instrumentos, palmas).

6) Talento musical.

7) Noções elementares sobre a música.

8 ) Projeto serenata (a ex-adventistas).

9) Concurso musical.

10) Conhecendo instrumentos musicais.

Informação – 5 min

1) Tema do próximo programa.

2) Data pic-nic, excursão, congresso, campal, etc.

3) Próxima social.

4) Resultados das atividades dos jovens.

5) Jornal JA, Notijovem.

6) Dados adventistas mundiais.

7) Atualidades úteis.

8 ) Profissão, escolha a sua.

9) A voz do profissional.

10) Conhecendo nossas igrejas e instituições.

Continue lendo »





QUANDO E POR QUE ELA APARECE?

15 01 2009

AUTOR: LÉO FONTES, ES

OBJETIVOS DO PROGRAMA: MOSTRAR AOS CORAÇÕES QUE SOFREM PELA SAUDADE, SEJA POR QUAL MOTIVO FOR, QUE COM ESPERANÇA DEPOSITADA EM CRISTO PODE-SE VIVER MELHOR.

Planos para o Programa : Dicas: Diga com palavras simples, ou um poema, algo sobre a esperança. Peça que cada jovem olhe para o jovem ao lado e diga: “Em Cristo, sua saudade será preenchida”. Promova um trabalho de resgate para trazer de volta aqueles jovens que se afastaram, e deixaram saudade.

Introdução
Quem nunca a sentiu ou conviveu com ela? Há quem pense que a saudade aparece apenas em momentos de calmaria, quando se está sozinho.

Geralmente a saudade dá as caras de forma mais intensa quando paramos um pouco, ou quando repousamos a cabeça sobre o travesseiro. É no momento que nos silenciamos que a saudade fala alto, mas há estágios mais intensos em que ela acessa o coração mesmo em horas agitadas ou em meio a uma multidão.

Quando?

Ao contrário do que muitos acreditam, a saudade não escolhe hora, lugar, e nem é conveniente em algumas vezes. Às vezes, o que menos queremos é sermos lembrados do vazio provocador da saudade.

Por quê?

É fácil saber a razão de sentirmos saudade. Pode ser:
– a ausência de alguém,
– a destituição de um posto de respeito,
– status perdido,
– bens materiais que de alguma forma foram levados,
– o tempo que passou e não volta.

A vilã em questão dificilmente é bem-vinda. Ela só é percebida pela lacuna que cria na alma. É a perda de algo ou alguém que tínhamos ao nosso lado que assalta por vezes nosso estado de espírito e nos lança para baixo, nos fazendo sentir uma forte saudade. Existem pessoas que gostam de sentir saudade, seja qual for o motivo.

O remédio

Existe um ponto de vista mais saudável e libertador: nos livramos da saudade por já termos preenchido com coisas boas o vazio antes existente.

Já temos uma idéia do que causa a saudade, agora é importante saber o que fazer para preencher vazios ou aliviar dores.

Não é possível voltar no tempo e refazer as coisas de outro jeito, mas é perfeitamente possível recomeçar de outro modo, visando alcançar sucesso.

A esperança é um ótimo antídoto para aliviar a saudade. O que não pode ser esquecido é que a esperança não está no passado, em coisas ou neste mundo.

Não é bom sentir saudade, mesmo que ela seja um sentimento nobre. Lembrar de situações bem humoradas, recordar momentos de vitória e superação, são boas lembranças e nos fazem bem se não almejarmos voltar no tempo a fim de revivê-las. A esperança é um excelente substitutivo para a saudade,
ela é capaz de direcionar vidas ao verdadeiro sucesso.

Desafio

Quero estender a você um desafio que é maravilhoso se alcançado, troque a saudade pela esperança, permita ao seu coração o alívio real de se firmar nas promessas de uma nova vida, em um lugar onde seremos restituídos de todas as perdas e viveremos um sonho real e eterno.

No Céu teremos mais do que novas oportunidades, não apenas viveremos para sempre, mas nos será dada uma nova vida, não precisaremos querer voltar no tempo para reviver algo de bom que ficou para trás.

Lá nossos corações não estarão desejosos de novas oportunidades, porque não há nada que possa ser mais excelente do que viver eternamente ao lado de Cristo tendo conosco queridos.
Todo dia ficaremos estupefatos por nos sentirmos tão amados e recompensados por termos depositado em Cristo nossa esperança.

Convite

Seja íntimo de Jesus, fale com Ele como você conversa com seu melhor amigo, tenha nEle o seu melhor amigo. Para ser respeitoso não precisa ser formal, ou usar sempre as mesmas palavras, experimente falar o que você realmente sente, e diga as coisas que não gosta. Fale de seu desejo de ser alguém melhor para exaltá-lo, esqueça as orações préformatadas, e converse com Cristo, porque Ele além de Senhor e Deus, é seu Grande Amigo.

Fonte: Revista Ação Jovem 1º trimestre de 2009





ENTENDES JOÃO 3:16?

15 01 2009

OBJETIVOS DO PROGRAMA – DESENVOLVER A SOLIDARIEDADE NOS JOVENS.

DIA 31/01 – DIA DA SOLIDARIEDADE
AUTOR: DESCONHECIDO

Planos para o Programa
No mesmo dia deste programa, organize com os jovens da igreja uma visita a um asilo, orfanato ou hospital.
Faça uma campanha com a igreja para arrecadar alimentos, roupas e brinquedos para doação.

A história a seguir pode ser narrada ou representada,como você achar melhor.

João 3:16

Numa noite fria de fim de inverno, em uma grande cidade, próximo a uma esquina por onde passavam várias pessoas, um garotinho vendia balas para conseguir alguns trocados. Mas o frio estava intenso e as pessoas já não paravam mais quando ele as chamava. Sem conseguir vender mais nenhuma bala, ele sentou na escada em frente a uma loja e ficou observando o movimento das pessoas. Sem que ele percebesse, um policial se aproximou.
– Está perdido, filho?
O garoto respondeu:
– Só estou pensando onde vou passar a noite hoje.
Normalmente durmo em minha caixa de papelão, perto do correio, mas hoje o frio está terrível. O senhor sabe me dizer se há algum lugar onde eu possa passar esta noite?

O policial mirou-o por uns instantes e coçou a cabeça, pensativo.
– Se você descer por esta rua (disse ele apontando o polegar na direção de uma rua, à esquerda) lá embaixo vai encontrar um casarão branco; chegando lá, bata na porta e quando atenderem apenas diga ‘João 3:16’.

Assim fez o garoto. Desceu a rua estreita e quando chegou em frente ao casarão branco, subiu os degraus da escada e bateu na porta. Quem atendeu foi uma mulher idosa, de feição bondosa.
– “João 3:16”, disse ele, sem entender direito.
– Entre, meu filho. A voz era meiga e agradável.

Assim que ele entrou, foi conduzido por ela até a cozinha onde havia uma cadeira de balanço antiga,
bem ao lado de um velho fogão de lenha, aceso.
– Sente-se, filho, e espere um instantinho, tá?

O garoto se sentou e, enquanto observava a velha e bondosa mulher se afastar, pensou consigo mesmo:
“João 3:16… Eu não entendo o que isso significa, mas sei que aquece a um garoto com frio”.
Pouco tempo depois a mulher voltou.
– Você está com fome? Perguntou ela.
– Estou um pouquinho, sim, há dois dias não como nada e meu estômago já começa a roncar…

A mulher então o levou até a sala de jantar, onde havia uma mesa repleta de comida. Rapidamente o garoto sentou-se à mesa e começou a comer; comeu de tudo, até não agüentar mais.
Então ele pensou consigo mesmo: “João 3:16. Eu não entendo o que isso significa, mas sei que mata a fome de um garoto faminto”.

Depois a bondosa senhora o levou ao andar superior, onde se encontrava um banheiro com uma banheira cheia de água quente. O garoto só esperou que a mulher se afastasse e então rapidamente se despiu e tomou um belo banho, como há muito tempo não fazia. Enquanto esfregava a bucha pelo corpo pensou consigo mesmo: “João 3:16. Eu não entendo o que isso significa, mas sei que torna limpo um garoto que há muito tempo estava sujo.”

Cerca de meia hora depois, a velha e bondosa mulher voltou e levou o garoto até um quarto onde havia uma cama de madeira, antiga, mas grande e confortável. Ela o abraçou, deu-lhe um beijo na testa e, após deitá-lo na cama, desligou a luz e saiu. Ele se virou para o canto e ficou imóvel, observando a garoa que caía do outro lado do vidro da janela. E ali, confortável como nunca, ele pensou consigo mesmo:
“João 3:16…Eu não entendo o que isso significa, mas sei que dá repouso a um garoto cansado”.

No outro dia, de manhã, a bondosa senhora preparou uma bela e farta mesa e o convidou para o café da manhã. Quando o garoto terminou de comer, ela o levou até a cadeira de balanço, próximo ao fogão de lenha. Depois seguiu até uma prateleira e apanhou um livro grande, de capa escura. Era uma Bíblia. Ela voltou, sentou-se numa outra cadeira, próximo ao garoto olhou dentro dos olhos dele, de maneira doce e amigável.

– Você entende João 3:16, filho?
– Não, senhora, eu não entendo. A primeira vez que ouvi isso foi ontem à noite, um policial que falou.
Ela concordou com a cabeça, abriu a Bíblia em João 3:16 e começou a explicar sobre Jesus. E ali, aquecido junto ao velho fogão de lenha, o garoto entregou o coração e a vida a Jesus.

E enquanto lágrimas de felicidade deixavam seus olhos e rolavam face a baixo, ele pensou consigo mesmo: “João 3:16… ainda não entendo muito bem o que isso significa, mas agora sei que isso faz um garoto perdido se sentir realmente seguro”.

Eu tenho de confessar uma coisa, eu também não entendo como Deus pôde mandar Seu Filho para morrer por nós e também não entendo como Jesus concordou com tal coisa. Eu não compreendo a agonia do Pai e de todos os anjos no Céu enquanto viam Jesus sofrer e morrer por nós. Eu não entendo esse imenso amor que Jesus teve por nós, a ponto de ser crucificado na cruz.
Eu não entendo muito bem, mas estou certo que isso faz a vida valer a pena! Pois Deus amou o mundo de tal maneira, que deu Seu único Filho para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16).

Deus não mandou Jesus para condenar o mundo, mas sim para salvá-lo.
Aquele que crer em Jesus não será condenado, mas terá a vida eterna!

Fonte: Revista Ação Jovem 1º trimestre de 2009








%d blogueiros gostam disto: