O que fazer numa Vigília Jovem?

28 10 2009

protimar“Ao som da fervorosa oração todo o exército de Satanás treme” (Ellen G. White).

As vigílias que os jovens realizam são maravilhosos encontros de espiritualização e treinamento.

Vejo em todo esse esforço a providencial mão de Deus preparando Sua juventude para a terminação da obra da pregação do “evangelho eterno”. Uma das metas é voltarmos a ser o “povo da Bíblia” e a outra é ver Jesus ainda nesta geração. Observe cinco passos sugestivos para que você e seus jovens possam realizar uma poderosa vigília:

(1) Tenha um propósito totalmente espiritual.

Tudo deve começar e terminar com um propósito verdadeiramente espiritual. Tenha como ideal levar a juventude a maior intimidade com Jesus. É imperioso fortalecer essa amizade entre Cristo e cada jovem da vigília. Procure colocar no coração deles o desejo diário de comunhão com Jesus; esse é o ponto central e, ao redor dele, devem gravitar os demais. “Em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça” (Mt 6:33).

Que todos os pregadores, cantores, ouvintes e demais participantes, ao pensarem na vigília jovem, já tenham esse propósito no coração. O foco principal da vigília jovem não é namorar, fazer novos amigos, reencontrar irmãos, “tietar” o pregador famoso ou pedir autógrafo ao cantor “X”. Tudo isso tem seu lugar e o momento apropriado, porém, afirmo mais uma vez: o propósito principal é a comunhão dos jovens com Jesus.

Jesus quer abençoar cada Jovem

Depois de firmado esse propósito espiritual, veja comigo o que diz a parte final de Mateus 6:33: “E todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Terá a hora de você colocar nas mãos de Deus os pedidos especiais, como: “Quero encontrar uma pessoa que seja espiritual e adequada para casar”, ou: “Quero passar no vestibular”; mas coloque sempre Deus na frente, “construa” sua vida sobre Jesus, a Rocha.

Leia com atenção o que diz o salmista Davi: “Só Ele é a minha rocha, e a minha salvação, e o meu alto refúgio; não serei jamais abalado” (Sl 62:6). Edifique seus relacionamentos sobre a Rocha, a Pedra angular. Davi está dizendo que Deus é sua proteção contra o mal.
Deus também quer abençoar você. Portanto, coloque-O em primeiro lugar, no trono do seu coração.

(2) Estude a Bíblia com atenção.

O que deve existir numa vigília jovem?

Não podemos imaginar uma vigília espiritual sem ter vários momentos para o estudo da Palavra de Deus. Se Jesus é “o caminho”, a Bíblia é o mapa que nos conduz ao tesouro celestial. Para Ellen G. White, a “Bíblia é um mapa, indicando-nos os marcos da verdade” (A Fé Pela Qual Eu Vivo [MM 1959], p. 7).

Estamos todos empenhados numa “revolução” pelo retorno à Bíblia. Voltemos para a Bíblia enquanto temos oportunidade para isso.

Explore a riqueza do texto bíblico

O que mais devemos fazer durante a vigília jovem? Fico triste quando vejo alguns pregadores que exploram pouco o texto bíblico. Outros leem a Bíblia apenas para dar satisfação a quem está presente.

Há aqueles que nem leem mais as Escrituras. Há outros que passam todo o precioso tempo do sermão contando historinhas fantasiosas para os jovens rirem.

Percebo que a meta desses é agradar para depois serem carinhosamente chamados de “legais” ou “bacanas”. Isso pode ser um hábito maléfico para o pregador, para a igreja e para os próximos pregadores. Há alguns que parecem mais animadores de auditório do que ministros da Palavra de Deus. É preciso haver mais zelo e reverência na hora da apresentação do sermão.
Lamentavelmente, estamos perdendo a reverência da pregação. Alguns até contam casos de duplo sentido, o que é péssimo para o púlpito adventista.

Por que não explorar as inesgotáveis riquezas do texto bíblico? Veja que primor de citação: “Uma única frase da Escritura é de muito mais valor que dez mil ideias e argumentos humanos” (Ellen G. White, Conselhos Sobre Saúde, p. 253). O que os jovens estão precisando, e urgentemente?

Sermões bíblicos nas vigílias Jovens

Gostaria de fazer dois reparos inadiáveis:

(1) Preguemos mais sermões bíblicos.
(2) Nós pregadores não somos comediantes e muito menos animadores de auditório. Isso não impede que a mensagem seja clara, animada e cheia de poder celestial. Todavia, percebo que grande parte dos nossos juvenis e jovens passa toda a semana com entretenimentos até o pescoço. Lá fora há um universo sem fim de entretenimentos, mas o sermão não é entretenimento; é “alimento” espiritual para nutrir a alma.

Tenho dito diversas vezes: deve haver menos entretenimento e mais treinamento para juvenis e jovens. Nós pregadores precisamos “alimentar” nosso imenso rebanho jovem-juvenil com mensagens vindas somente da Bíblia; ou teremos uma próxima geração de adultos que não terá identidade histórica e muito menos doutrinária com o adventismo. É preciso fé e coragem para ficar em pé, quando toda a multidão se ajoelha beijando o chão (Dn 3:12). Será que estamos preparando nossos jovens para testemunhar a respeito de Jesus?

(3) Chegou a hora de testemunhar.

Não podem faltar numa poderosa vigília: testemunhos, milagres, provações, lágrimas, bênçãos e vitórias em Jesus! Estou certo de que o nosso Deus é o Deus do impossível! Ele continua abrindo os “mares vermelhos” de provações que estão diante de nossa igreja.

Mas, para que Ele faça o milagre, é preciso que você, jovem, coloque seu pé dentro da água do mar.
Ele quer continuar derrubando os “gigantes Golias” de sua vida. Ele quer que você vá até o riacho da fonte divina e pegue cinco pedrinhas lisas que significam a fé. Nosso Deus quer continuar “ressuscitando os Lázaros” da sua vida.
Por isso, Ele continua dizendo: “Tirem a pedra”. Testemunhar de Jesus é vital pra sua vida. O jovem que não fala para outros sobre a razão de sua fé, está sujeito a abandonar suas crenças.

TESTEMUHHO JOVEM ATRAI JOVEM

Será que já sabemos da importância de compartilhar com outras pessoas nossa experiência com Jesus? No meu modo de entender, não existe vigília jovem sem testemunhos extraordinários. Por quê?

Porque as pessoas estão cansadas de ouvir teorias, elas querem ver uma vida de cristianismo. Os jovens querem exemplos dignos de imitação. É hora de ensinar pelo modo mais eficiente: o exemplo de vida.

Portanto, se você conhece pessoas que tiveram uma profunda experiência com Deus, convide-as para testemunhar na vigília. Mostre que Deus ainda faz milagres, diga a todos que Deus ouve e Se importa conosco.

(4) Mantenha o foco da vigília na missão da igreja.

Todos os grandes movimentos de reavivamento tiveram como resultado imediato o cumprimento da missão de Deus num mundo perdido. Todas as partes da vigília jovem devem convergir para o cumprimento da missão da igreja: a pregação. Que cada jovem pregue de acordo com o dom que recebeu de Deus. É proibido ficar de braços cruzados neste grande movimento evangelístico.

Procure descobrir o que você pode fazer pela pregação do evangelho.

Entendo que o apóstolo Paulo desempenhou muito bem seu papel como testemunha de Jesus, quando disse:
“Ai de mim se não pregar o evangelho” (1Co 9:16). Todos os participantes da vigília devem ser desafiados a cumprir a missão da igreja. Você quer viver mais próximo do Salvador Jesus? Então, comece a testemunhar agora mesmo para seus colegas de trabalho e escola.

“É em trabalhar para difundir as boasnovas de salvação, que somos levados para perto do Salvador” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 340).

(5) Tenha convidados especiais para cantar.

“A música deve ter seu lugar em nossos cultos. Isso aumentará o interesse” (Ellen G. White). A música é um excelente canal para levar e firmar as verdades bíblicas na mente dos juvenis e jovens.

O uso da música cristã pode ser uma excelente estratégia para alcançarmos e desafiarmos os jovens e os levar a uma vida de testemunho por Cristo. “Poucos meios há mais eficientes para fixar Suas palavras na memória do que repeti-las em cânticos. … [A música] é um dos meios mais eficazes para impressionar o coração com as verdades espirituais” (Ellen G. White, Evangelismo, p. 496).

Quando digo convidados especiais, estou falando de cantores que devem somar e não ser as estrelas solitárias do espetáculo. Tenho participado de muitos eventos jovens no continente sulamericano e partilhado da preocupação de outros líderes relacionada com os convidados especiais para a área da música. É bom ter alguns cuidados na hora das apresentações.
(6) Apelo especial para nossos cantores e músicos.

Falarei agora de coração a coração. Particularmente, gostaria de ver nossos cantores e músicos ouvindo mais os sermões em vez de ficarem no camarim, ou atrás do palco tirando fotos e dando autógrafos. Gostaria de vê-los mais com a Bíblia na mão perscrutando o texto bíblico na hora da mensagem falada.

Gostaria também de vê-los orando um pouco mais: antes, durante e depois de suas apresentações. Gostaria ainda de ver sua roupa em conformidade com a doutrina adventista da modéstia cristã.

Gostaria de ver um pouco mais de discrição quanto ao assunto de dar autógrafos e tirar fotos; deveriam ser discretíssimos nesse particular. Também não concordo com a ideia secular de fã clube; até entendo que um site ou um blog bem feitos e bem diagramados podem ajudar e muito aqueles que fazem da música um ministério. Digo outra vez, o centro deve ser Jesus. Tudo aponta para Ele e dEle advém (Cl 1:16). Preste atenção no seguinte texto: “Pois, nEle, foram criadas todas as coisas. […] por meio dEle e para Ele.” Nós só queremos ajudar na formação e lapidação dos nossos cantores e músicos, será que é possível realizarmos essa nobre tarefa?

“Mas às vezes é mais difícil disciplinar os cantores e mantê-los em forma ordeira, do que desenvolver hábitos de oração e exortação. Muitos [cantores] querem fazer as coisas à sua maneira. Não concordam com deliberações, e são impacientes sob a liderança de alguém. No serviço de Deus se requerem planos bem amadurecidos. O bom-senso é coisa excelente no culto do Senhor” (Ibid., p. 505).

Eu diria que o bom-senso é irmão do equilíbrio e ambos são filhos do domínio próprio, e esse último é fruto do Espírito Santo (Gl 5:23). Veja que o nosso desafio é espiritual!

Quanto ao tempo de duração de uma vigília vai depender da disposição e do interesse do grupo. Esteja certo de que tudo o que você leu nesse artigo visa apenas e tão somente glorificar o nome de Jesus e ajudar a igreja a marchar solenemente com força total rumo aos portais da Nova Jerusalém. Termine a vigília fazendo um desafio a todos os presentes.

Seja ele, falado ou materializado numa folha de papel, em forma de voto; e, se possível for, depois do apagar das luzes, avalie com critério e humildade toda a programação, visando sempre exaltar o nome de Jesus. Estou consciente de que é tempo de brilharmos por Jesus!

Otimar Gonçalves
Ministério Jovem da Divisão Sul-Americana
Fonte: Revista do ancião 4 Trimestre de 2009
Anúncios




VIGÍLIA JOVEM

28 10 2009

JOVENS5

“Ao som da fervorosa oração todo o exército de Satanás treme.” Ellen White

Já faz algum tempo que eu venho estudando e observando o assunto das vigílias que os nossos jovens estão realizando em toda a América do Sul. Percebo que é um movimento de espiritualização e treinamento tremendos em nossa igreja; vejo em todo esse esforço a providencial mão de Deus buscando preparar a nossa juventude para a terminação da obra da pregação do ‘evangelho eterno’.

Uma das nossas bases é voltarmos a ser o ‘povo da Bíblia’ e a outra é vermos Jesus ainda em nossa geração. Eu tenho falado diariamente para meus filhos que eu não quero morrer no deserto, nós queremos entrar em Canaã. Queridos jovens, vivamos no fervor dos nossos pioneiros, a tocha da verdade agora está com você, não deixe essa chama se apagar, ao contrário levante-a bem alto afim de que todos possa ver e receber os benefícios de sua luz de Jesus.

No início a maioria era jovem

A nossa história eclesiástica confirma que o movimento adventista mundial começou com os jovens nos Estados Unidos; e para mim começou especificamente em dezembro de 1844 na casa da Sra. Haines em Portland, num pequeno grupo de estudos da Bíblia e oração; onde entre os presentes se encontrava uma jovem chamada Ellen Harmon de apenas 17 anos de idade; ali era o começo do nosso movimento adventista mundial. E eu diria: e que começo glorioso, faço minhas as palavras parafraseadas do hino que diz: ‘eu quisera estar com eles’. De vez em quando eu me pergunto: E como iremos terminar a obra da pregação do evangelho em todo o mundo? Estou certo de que será com muito mais poder, do que quando nossos heróis do passado começaram.

A promessa é para você e para mim

“O derramamento do Espírito nos dias dos apóstolos foi a “chuva temporã”, e glorioso foi o resultado. Mas a chuva serôdia será mais abundante.” Evangelismo . Pág.701. Que promessa fantástica, pois então, ela pertence a você e a mim, busquemo-la incansavelmente. É interessante frisarmos que a palavra no original hebraico em Joel 2:28 para ‘derramarei’ é shaphak, que quer dizer: ‘Violento aguaceiro, despejar e entornar’.

O que é que Deus tem para você? Qual é a meta espiritual de Deus para a Sua amada juventude no continente Sul-Americano? Quais são os propósitos de Deus para você jovem adventista? Você está nos poderosos planos de Deus para a terminação da obra da pregação do evangelho em todo o mundo. Falando em promessa veja o Deus tem para você:

“A grande obra do evangelho não deverá encerrar-se com menor manifestação do poder de Deus do que a que assinalou o seu início.” Grande Conflito. Pág. 611. Depois de ler essa promessa maravilhosa eu só posso exultar de alegria dizendo: Glórias a Deus, louvado e exaltado seja o nome de Jesus para todo sempre.

Vou enumerar cinco passos sugestivos para que você e o seu ‘timaço’ de líderes do seu Clube de Jovens ou da sua Sociedade de Jovens, ou ainda da sua agremiação de universitários possam realizar uma poderosa vigília jovem seja na sua igreja, no seu distrito ou na sua Associação:

01 » TENHA UM PROPÓSITO TOTALMENTE ESPIRITUAL

Isso pode parecer chover no molhado, ou redundante, é sim, pura precaução. Sem uma meta sumamente espiritual a sua vigília não terá o êxito tão desejado e almejado por Deus e pela sua equipe. Tudo deve começar e terminar com um propósito verdadeiramente espiritual. Tenha como ideal levar a juventude a ter mais intimidade com Jesus, é imperioso fortalecer essa amizade entre Cristo e cada jovem que participará da grande vigília jovem.

Assim focando, procure colocar no coração dos jovens o desejo diário de comunhão com Jesus; esse é o ponto central, e ao redor desse supremo objetivo gravitarão todos os demais. (Mat. 6:33) “…Em primeiro lugar o Seu reino e a Sua justiça…”; ou seja, esse é o centro da roda da carruagem celestial  – O centro é Jesus!!

Que todos os pregadores, cantores, ouvintes e demais participantes ao pensarem na vigília jovem, já tenham esse propósito no coração e na mente antes mesmo de saírem de casa para o evento. O propósito central ou o foco principal da vigília jovem não será namorar, fazer novos amigos, reencontrar irmãos ou tietar aquele pregador famoso ou pedir um autógrafo daquele cantor “X” por exemplo; tudo isso tem o seu lugar, o seu espaço e até o seu momento apropriado, porém; afirmo mais uma vez categoricamente; o propósito principal será a comunhão dos jovens com Jesus, será desenvolver uma amizade sólida entre Cristo e os jovens.

Jesus quer abençoar cada jovem

Depois de firmado este inegociável propósito espiritual, veja comigo o que diz o texto final de Mateus 6:33 ú.p: “… E todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Agora sim, chegou o seu momento tão desejado, coloque nas mãos de Deus os seus pedidos especiais, como por exemplo: Quero encontrar uma espiritual e linda namorada para casar, ou quero passar no vestibular para medicina, ou ainda, eu vim aqui também para rever os meus grandes amigos e ouvir a Palavra de Deus do pregador “Y”.

Coloque sempre Deus na frente, ‘construa’ a sua vida espiritual pela base, ou seja, sobre a Rocha, pois a Rocha é Jesus. Leia com atenção o que diz o Salmista Davi:

“Só Ele é a minha rocha, e a minha salvação, e o meu alto refúgio; não serei jamais abalado.” (Sal. 62:6). Edifique os seus relacionamentos sobre a Rocha, em cima da Pedra angular. Davi está dizendo que Deus é a sua segurança, a sua alternativa e a sua proteção contra o mal. Deus quer abençoar você; no entanto, coloque-O no primeiro lugar, ponha-O no trono do seu coração jovem. O que mais deve ter na vigília jovem, além de um poderoso propósito?

Continue lendo »





Dica de Vigília para Jovens

26 07 2009

159064_5896

Eu e a Diretoria Jovem da minha igreja também estamos elaborando uma vigília jovem, e tivemos alguma idéias.

Bom, a primeira coisa que decidimos, é não chamar a vigília de VIGÍLIA, por que o nome por si só já afasta os jovens..não podemos negar..rsrs. Então chamamos de ‘Madruga Jovem”.

Na nossa igreja há salas separadas, e tem uma sala grande, e pretendemos fazer lá. Isso por que queremos mostrar vídeos, fazer bate-papos, cantar bastante, tomar um lanchinho (que pode ser até pizza, pipoca!), e queremos levar uns colchonetes e almofadas, edredons, para que todo mundo fique confortável, como se fosse uma ‘noite do pijama” na casa do seu melhor amigo, onde você e seus amigos ficam conversando sobre diversos assuntos, madrugada a fora.

E, pensando bem, não é isso mesmo? Uma noite em que você fica a noite inteira acordado, falando de diversos assuntos (que devem ter fundo espiritual), na casa do seu melhor amigo (Jesus) J. Então queremos fazer isso, uma noite de oração, bate papo, cânticos, só que bem animada e diferente de uma vigília tradicional em que vc fica sentado no banco da igreja se esforçando para não cochilar.

Aí vai da sua criatividade, tem muitos clipes bonitos, videozinhos curtos que tem no próprio site do Advir, bem legais, e você pode ir passando..no meio da programação. Você pode lançar temas polêmicos, isso estimula a participação de todos, como espiritismo, filmes (cinema), moda….temas que possam gerar um bom debate, só que você não pode perder o controle….

Sei que alguns podem achar isso radical d+, mas é difícil competir com as atrações do mundão aí fora, se fizermos sempre as coisas do mesmo jeito e ainda reclamamos quando nossos jovens não respondem às nossas programações como gostaríamos.

Eu também sou jovem, tenho 22 anos, e se você me convidasse para ir na sua igreja, num sábado a noite, e passar a noite inteira em vigília..ouvindo ouvindo e ouvindo…eu certamente daria uma desculpa e deixaria “para a próxima”. Mas se você me convidasse para ir na sua casa comer pizza, e lá a gente conversasse  sobre temas bíblicos, com certeza eu iria.

Tome cuidado também ao anunciar a “vigília” na sua igreja. Minha sugestão é chamar os jovens (não só os jovens…todos os membros) para comer pipoca/pizza e assistir filme na salinha tal da igreja, traga seu colchonete e seus amigos. Dependendo da “tradicional idade” da sua igreja, você pode anunciar até uma “noite do pijama” mas cuidado, pois certos termos assustam, principalmente os mais velhos e você corre o risco de ter sua programação “barrada” rs;

A essência da programação é a mesma de uma vigília tradicional. Mas temos que saber ser atrativos também, pois estamos “competindo” com um inimigo astuto que sabe o que realmente atrai os jovens, e temos que oferecer algo melhor, mas que chame a atenção do mesmo jeito.

Ta aí a sugestão… espero que tenha contribuído.

Boa sorte!

Enviado por: Evellyn Zagui de Almeida

dica enviada em resposta a um pedido de um mebro do grupo de discusão da CDJA








%d blogueiros gostam disto: