SOJA 2009 – MIL MANEIRAS

16 06 2009

Sexta – Semana de Oração Jovem

MIL MANEIRAS

(Objetivo: Enfatizar o desafio de número 6 – Refletir Jesus ao próximo. Mostrar que esse deve ser nossa principal atividade: brilhar por Jesus. O emprego, o estudo, a escola, etc. devem ser oportunidades para brilhar e não desculpas para se calar..)

INTRODUÇÃO

Os valdenses, mesmo sendo perseguidos em seus próprios vales e montanhas, não paravam de testemunhar de Jesus. Enviavam missionários vestidos como ambulantes a todas as partes da Europa e o seu método de abordagem não criava preconceito.

Viajavam como comerciantes ambulantes e podiam, com seu trabalho, alcançar tanto a pobres como a ricos. Quando entravam numa casa, perguntavam humildemente: Deseja uma tela de seda ou um bordado? Enquanto apresentava sua mercadoria, o vendedor esquadrinhava os sentimentos do cliente e quando, ao final da entrevista, este lhe perguntasse se teria mais alguma coisa para vender, ele respondia: – Sim, tenho um tesouro tão grande e mais precioso do que tudo o que já lhe mostrei e estou disposto a ensiná-lo se tenho sua palavra de que não me denunciará aos líderes religiosos.

Como as pessoas tinham ódio do Clero, prontamente concordavam. Então ele dizia: Tenho aqui uma pedra preciosa cujo brilho é tão claro, que através dele se pode ver e reconhecer a Deus. Seus raios de fogo abraçam o coração amoroso de Deus. Este tesouro inestimável é a Palavra que nos revela a vontade de Deus.

Então de dentro de um bolso secreto ele tirava uma pequena caixa com o Evangelho e lia o sermão da montanha, a parábola do Semeador ou a do Bom Samaritano (extraído e adaptado da “História de los Valdenses de Piemonte” HPV, 24 e 25).

Desta forma o missionário brilhava por Jesus em tantas casas quantas fosse permitido entrar e falar de Jesus. Você já falou de Jesus hoje?

1. TRABALHO ESCRAVO E LIVRE PARA BRILHAR

Era apenas uma menina feliz e saudável, livre para brincar e disposta a ajudar seus pais em casa. Mas os ventos políticos mudaram de direção, e seu país foi invadido. Seu povo deportado e milhares de seus compatriotas se tornaram escravos numa terra bem longe do torrão natal.

Ela também sofreu o mesmo destino. Como uma empregada, lavava, limpava, preparava os alimentos sem salário digno. Mas procurava fazer o seu melhor. Mesmo longe dos pais, dos parentes e de sua tão amada igreja, ela resolveu que não se esqueceria de seu Deus. Ela decidiu em seu coração, não perder qualquer oportunidade de brilhar por seu Senhor dos Exércitos. E um dia a oportunidade surgiu bem a sua frente e justamente com seu patrão.

II Reis 5:1-3. Parece simples o que aconteceu, mas aquela menina escrava não perdeu a chance de mostrar que seu Deus podia fazer qualquer coisa, até mesmo curar o seu patrão de uma doença terrível e incurável naquela época.

“Mesmo cativa, ela não esquecia de sua pátria e seu Deus. Tampouco pensava mal dos que haviam lhe aprisionado e a obrigavam a um serviço forçado. Com o coração cheio de amor para Deus, simpatizou-se com seu patrão enfermo e com sua esposa. Em vez de desejar o mal a Naamã pelas desgraças que haviam ocorrido a ela, lhe desejou o bem e que ele sarasse de sua terrível doença. Recordando as maravilhosas obras de Eliseu na sua pátria, teve fé em que o profeta poderia sarar a Naamã de sua lepra.” Comentário Adventista, vol 2, 872.

2. MINHA PROFISSÃO É SECUNDÁRIA

Essa menina escrava fazia o seu trabalho, mas em primeiro lugar vinha seu amor a Deus. Será que você ama a Jesus assim como essa menina?

Há muita gente que coloca a profissão em primeiro lugar. Dedicam-se, trabalham mais do que deveriam, se esforçam ao máximo e se esquecem de brilhar por Jesus. Devemos ser dedicados ao trabalho e aos estudos, mas eles não precisam ser usados como desculpa para evitarmos testemunhar de Deus.

Não se pode esperar o término da faculdade para então falar de Jesus. Não se pode esperar a aposentadoria para então ser fiel e testemunhar aos outros.

Para os valdenses, o trabalho era secundário. Primeiro vinha a responsabilidade de ser um missionário. Você já testemunhou hoje?

Para eles, o estudo nas escolas era secundário. Primeiro vinha o desafio de testemunhar aos colegas e professores.

“Alguns dos jovens valdenses mais inteligentes partiam do vale e iam às grandes escolas em Paris, Milão, Bolonha, Barcelona, ou mesmo Roma. Misturavam-se nessas universidades com outros estudantes, conversando com eles e fazendo-lhes perguntas. Levavam assim muitos deles a aceitar os ensinos valdenses.” Heróis de todas as Épocas, 9.

Para esses estudantes valdenses, o curso, a faculdade, vinha em segundo plano. Refletir Jesus ao próximo era a meta principal.

Ao descobrir esse método de testemunho, a igreja romana ficou irada a tal ponto de ordenar a prisão e a morte de todos os alunos valdenses em qualquer universidade da Europa.

“- Como podemos distinguir os estudantes valdenses dos seus companheiros? Perguntaram os professores.

– Se os senhores virem um aluno que não jura nem joga, não bebe nem briga, provavelmente é um valdense. Foi a esposta.

“Tinham que escolher entre renunciar a sua fé ou ser queimado no poste.” Heróis de todas as Épocas, 9.

É plano de Deus que aproveitemos as oportunidades em nosso emprego e em nossa escola como um meio de alcançar aquelas pessoas por quem Cristo morreu. Para o cristão fiel, cada emprego ou promoção alcançada é a chance dada pelo céu para brilhar para mais pessoas. Você está brilhando por Jesus na sua escola?

3. MIL MANEIRAS DE TESTEMUNHAR

Havia há algum tempo, na televisão, uma propaganda com uma frase parecida. Mas a nossa frase é: Existem mil maneiras de testemunhar. Invente a sua! Você já falou de Jesus hoje?

Não precisamos usar apenas o método do folheto, ou da visitação a hospitais, asilos e creches, ou outros métodos mais comuns. Você mesmo deve, em oração, pedir ao Senhor que lhe ilumine e o use de diferentes maneiras. Você já tem a sua maneira?

Quanto às maneiras de testemunhar a regra é: deveis fazer estas coisas sem deixar de fazer outras que você inventar.

Use seu celular, seu e-mail, seu site, seu carro, seu computador, sua camiseta, sua agenda, etc.

Deixe bem claro dos modos mais diferentes e criativos, de que lado você está.

Existem mil maneiras de testemunhar. Invente a sua!

CONCLUSÃO

Atos 2:47 nos diz que todos os dias os primeiros cristãos ficavam “louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos.”

Assim a igreja crescia em número e consagração. Viviam unidos e tinham tudo em comum e, todos os dias, mais gente aceitava o Evangelho da salvação.

Em 1848, o general Beckwith, falando aos remanescentes dos valdenses, os animou para a evangelização com as seguintes palavras: “Sereis missionários ou não sereis nada.” Você é um missionário?

Que seja esse o nosso lema também. Ou somos missionários ou não somos nada. Você já brilhou hoje?

Milhares de pessoas estão esperando que você brilhe para eles enxergarem o caminho.

Vamos nos reconsagrar ao Senhor Jesus agora. Se você quer testemunhar de Jesus assim como os valdenses fique de pé… oremos…

Sermão preparado pelo Pr. Udolcy Zukowski

Diretor do Ministério Jovem

União Este Brasileira

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: